RSS

Arquivo da tag: Palácio de Versalhes

Absolutismo: questões e resumo

Aproveitando o gancho da última aula realizada no Pré-Vestibular Social do CEDERJ (sáb. 09/04), que foi, entre outras coisas, sobre Absolutismo, gostaria de compartilhar com vocês alguns materiais produzidos e selecionados por um colega que também é professor de História e blogueiro, o prof. Michel.
Abaixo segue uma apresentação de slides elaborada pelo professor e emseguida duas questões do ENEM selecionada por ele para os leitores do seu blog.
ENEM 2001:
Contexto

I – Para o filósofo inglês Thomas Hobbes (1588-1679), o estado de natureza é um estado de guerra universal e perpétua. Contraposto ao estado de natureza, entendido como estado de guerra, o estado de paz é a sociedade civilizada.

Dentre outras tendências que dialogam com as idéias de Hobbes, destaca-se a definida pelo texto abaixo.

II – Nem todas as guerras são injustas e correlativamente, nem toda paz é justa, razão pela qual a guerra nem sempre é um desvalor, e a paz nem sempre um valor. BOBBIO, N. MATTEUCCI, N PASQUINO, G. Dicionário de Política, 5ª ed. Brasília: Universidade de Brasília; São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 2000)

Questão 30: Comparando as idéias de Hobbes (texto I) com a tendência citada no texto II, pode-se afirmar que

(A) em ambos, a guerra é entendida como inevitável e injusta.
(B) para Hobbes, a paz é inerente à civilização e, segundo o texto II, ela não é um valor absoluto.
(C) de acordo com Hobbes, a guerra é um valor absoluto e, segundo o texto II, a paz é sempre melhor que a guerra.
(D) em ambos, a guerra ou a paz são boas quando o fim é justo.
(E) para Hobbes, a paz liga-se à natureza e, de acordo com o texto II, à civilização.

Resposta: Letra B

Habilidade: Comparar diferentes pontos de vista, presentes em textos analíticos e interpretativos, sobre situação ou fatos de natureza histórico-geográfica acerca das instituições sociais, políticas e econômicas.

Comentários: O contraponto dos dois textos é feito aqui com grande habilidade, gerando uma questão que exige massa encefálica do candidato. O assunto é a condição de guerra e paz, e a idéia de que ambos os conceitos podem ser relativizados.

Temas:Guerra, Paz.

ENEM 2009

Questão 51:

O que se entende por Corte do antigo regime é, em primeiro lugar, a casa de habitação dos reis de França, de suas famílias, de todas as pessoas que, de perto ou de longe, dela fazem parte. As despesas da Corte, da imensa casa dos reis, são consignadas no registro das despesas do reino da França sob a rubrica significativa de Casas Reais.
(ELIAS, N. A sociedade de corte. Lisboa: Estampa, 1987)

Algumas casas de habitação dos reis tiveram grande efetividade política e terminaram por se transformar em patrimônio artístico e cultural, cujo exemplo é

a) o palácio de Versalhes.
b) o Museu Britânico.
c) a catedral de Colônia.
d) a Casa Branca.
e) a pirâmide do faraó Quéops.

Resposta: Letra A

Habilidade: Associar as manifestações culturais do presente aos seus processos históricos.

Comentários: O Palácio de Versalhes representou o desenvolvimento da monarquia absolutista na França. Seus luxuosos cômodos e a decoração sofisticada imprimiam a distinção social e cultural responsável pela reafirmação da autoridade real no país. Nenhuma das outras alternativas está relacionada ao absolutismo francês .

 
Deixe um comentário

Publicado por em abril 12, 2011 em ENEM, Gabaritos, História, Questões

 

Tags: , , , , , , ,

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.